Avaliação MPS-SW, nível G, na New Desenvolvimento(Questor Sistemas) em Chapecó-SC

Em 28 de março de 2013, foi concluída uma avaliação dos processos de software na empresa New Desenvolvimento de Sistemas Ltda (Questor), na sua unidade organizacional em Chapecó-SC, seguindo o método de avaliação MA-MPS. A conclusão da avaliação é que a empresa atende aos critérios do nível G – Parcialmente Gerenciado do modelo de referência MR-MPS-SW.

A avaliação MPS foi realizada pela IA ProMove Soluções em Sistemas e Software Ltda, após implementação MPS realizada com apoio da II CITS – Centro Internacional de Tecnologia de Software no âmbito de um grupo de empresas da IOGE CITS.

Parabéns à equipe. “Quando recebi a proposta para buscar a primeira ‘certificação’ da empresa pensei muito. Era um período de muito trabalho e tinha receio que resultasse em atrasos. A busca pela ‘certificação’ envolveria toda a equipe e antes de iniciar era preciso obter a sua aprovação. Pedi uma reunião com todo o setor, discutimos o assunto abertamente até que todos manifestaram o interesse em participar. Rapidamente foi criada a comissão e vieram as primeiras reuniões. O início foi difícil pois ainda não se tinha o caminho a ser seguido. Com o passar do tempo e com o apoio da consultoria de implementação, o empenho da comissão e da equipe desenvolvemos o primeiro projeto. No dia da avaliação MPS vieram os louros da vitória. A equipe conseguiu a ‘certificação’ na avaliação do nível G do modelo MPS de Software. Hoje, todos os projetos estão dentro dos padrões e fornecem informações cada vez mais precisas para a gerência. Parabéns a toda a equipe e fica o agradecimento a todos os consultores que nos apoiaram”, afirmou o patrocinador da avaliação João Carlos Pellegrini, Diretor Comercial da empresa.

A equipe de avaliação foi formada pelo avaliador líder Mariano Angel Montoni e pelo avaliador adjunto David Bom Zanetti, da Instituição Avaliadora (IA) ProMove Soluções em Sistemas e Software Ltda; Marcelo Fernandes e Vinicius Ritter – representantes da empresa na equipe de avaliação.

Untitled2

Mudança de cultura. “A empresa passou por um processo de implementação do nível G do modelo de referência MR-MPS-SW, do qual tenho orgulho em ter participado e que foi um grande desafio para todos. Após o processo implantado, quando olhamos para trás, vemos o quanto crescemos. A mudança de cultura foi um dos maiores obstáculos enfrentados que conseguimos ultrapassá-lo, aproximando cada vez mais o processo às pessoas. A participação em equipe mais uma vez foi prova de que não conseguimos ir longe sozinho e que, em equipe, tudo se torna mais fácil”, declarou Marcelo Fernandes – representante da empresa na equipe de avaliação.

Comprometimento da equipe. “Durante a implementação do nível G do modelo MPS de Software na empresa nos deparamos com várias situações falhas e presentes no nosso dia a dia, mas praticamente invisíveis aos nossos olhos. O comprometimento de toda a equipe para com o processo de implementação fez com que cada situação dessas, até antes não observadas, fosse vista não como um obstáculo, mas como uma oportunidade de aprendizado. Encontramos e solvemos nossas fraquezas estruturais com determinação e satisfação, com a certeza de que estávamos constantemente nos movendo para um processo sólido e correto, ao mesmo tempo em que descobrimos virtudes tanto do nosso atual processo, as quais puderam ser esculpidas à forma compatível com o novo processo a ser implantado, quanto em nós colaboradores, evidenciando ainda mais nossos pontos fortes. O empenho de toda a equipe, caminhando como um único corpo ao rumo de uma única visão foi crucial para o sucesso da avaliação. É uma grande satisfação poder dizer que participei da implementação do nível G do modelo MPS na empresa, uma importante etapa na vida profissional de cada colaborador, a qual sagramo-nos mais uma vez como vencedores”, complementou Vinicius Ritter – representante da empresa na equipe de avaliação.

Melhoria dos processos de software. “O sucesso do nível G na New Desenvolvimento mostrou que a empresa está comprometida em melhorar continuamente os seus processos e produtos de software”, concluiu o avaliador líder Mariano Montoni.

O programa mobilizador MPS.BR é uma iniciativa brasileira lançada em dezembro de 2003, coordenada pela SOFTEX – Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro, que visa a Melhoria de Processo do Software Brasileiro, em todas as regiões do país, em um intervalo de tempo justo, a um custo acessível. O MPS.BR conta com investimentos das empresas e apoio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e SEBRAE. Informações atualizadas sobre o Programa MPS.BR e o Modelo MPS, incluindo metas e resultados alcançados, encontram-se no Portal SOFTEX < www.softex.br/mpsbr >.

O Programa MPS.BR tem 2 metas. A primeira meta é técnica, visando a criação e aprimoramento do Modelo MPS – composto do Modelo de Referência MR-MPS-SW e de um Método de Avaliação (MA-MPS). O Modelo segue modelos e normas internacionais: está em conformidade com as Normas Internacionais ISO/IEC 12207 e ISO/IEC 15504, é compatível com o modelo CMMI, é baseado nas melhores práticas da engenharia de software e é adequado à realidade das empresas brasileiras. A segunda meta é de disseminação do Modelo MPS no mercado, com a implementação do MRMPS-SW e avaliação MA-MPS tanto em pequenas e médias empresas (PMEs) como em grandes empresas públicas e privadas.

Fonte : http://www.softex.br/mpsbr/_avaliacoes/avaliacao.asp?id=4806