Saiba como fazer a escrituração fiscal de forma prática e eficiente

saiba-como-fazer-a-escrituracao-fiscal-de-forma-pratica-e-eficiente

É obrigação de qualquer empresa prestar contas ao governo com relação a todos os serviços prestados, comprovando os investimentos feitos, os gastos e os impostos. Essas são algumas das informações que devem ser esclarecidas com o fisco nacional.

Assim, há a escrituração fiscal, que leva em consideração a transparência da empresa com o governo. Trata-se de uma prestação de contas para o fisco nacional sobre o faturamento, as movimentações, os impostos devidos e diversas outras informações que são de interesse do governo.

Hoje, graças ao SPED (Serviço Público de Escrituração Digital), as companhias podem esclarecer todas essas informações online. O objetivo do nosso post é falar dos principais tipos de escriturações fiscais e dos benefícios de se utilizar o SPED. Também daremos algumas dicas para evitar erros no processamento de uma escrituração.

Interessado em saber mais? Então, continue com a gente até o final!

Quais são os principais tipos de escrituração fiscal?

Entrada e saída

Esse tipo de escrituração fiscal está diretamente ligado às movimentações de uma empresa. Ele diz respeito a tudo o que entra e sai (ou seja: aos documentos fiscais de compras e aos relacionados às vendas).

É importante falar que o sistema tributário do Brasil é bastante complexo, pois, para cada tipo de entrada, temos um tipo de tributação diferente. Então, é necessário identificar todos os documentos fiscais da empresa de acordo com sua identificação correta, tomando como consideração o CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações).

Serviços prestados

É necessário conter todos os documentos fiscais que sejam de serviços prestados com a incidência de ISS (Imposto Sobre Serviços). Essas informações são obrigatórias somente para empresas que contribuem com tal imposto.

Serviços tomados

Além de registrar todos os documentos fiscais de serviços prestados, é necessário prestar contas dos serviços contratados — que, claro, também estavam sujeitos ao ISS.

Conhecimentos de transporte

Todas as escriturações com relação à prestação e à contratação de serviços de transporte também precisam ser registradas. Deve-se levar em consideração as esferas federal, estadual e municipal.

Quais os benefícios de se utilizar um sistema digital para realizar a escrituração?

Ao optar por fazer uma escrituração fiscal por meio de um software, os benefícios para sua empresa são inúmeros. Além de trabalhar sempre atualizado e de acordo com as demandas dos fiscos nacionais, os trabalhos de contabilidade certamente vão se tornar mais eficientes.

Um software de escrituração fiscal ajuda a otimizar a organização de documentos dentro de seu escritório contábil, podendo tornar-se o melhor amigo do contador. Isso porque tal ferramenta:

  • agiliza e facilita o acesso a registros;
  • torna mais eficiente o processo de cruzamento de dados para a realização de uma escrituração fiscal;
  • faz com que os esforços para a apuração de tributos sejam menores.

Os erros gerados por inconsistências no momento da apuração também serão reduzidos, pois os processos deixam de ser manuais e tornam-se inteligentes. Com isso, as falhas humanas serão cada vez menores, diminuindo os índices de retrabalho de seu escritório.

Mesmo que você seja uma pessoa prevenida e realize diversos backups de seus documentos e planilhas, se houver um defeito no servidor, sua documentação fiscal pode ficar completamente comprometida.

Um software de gestão traz diversos benefícios relacionados à escrituração fiscal. Ele permite armazenar documentos e notas, controlar a apuração de impostos e produzir relatórios com detalhes de toda a movimentação da empresa.

Como evitar erros na hora de fazer uma escrituração fiscal?

Primeiramente, é preciso entender bem o que é uma escrituração fiscal e como ela é composta. Procure manter os registros fiscais sempre atualizados, organizados cronologicamente e registrados de acordo com seu CFOP.

Da mesma forma, certifique-se das regras e exigências a serem cumpridas, para evitar problemas com o fisco. Verifique também os Códigos de Situação Tributária (CST).

Outro benefício de se utilizar um software é a otimização de tempo na realização da escrituração fiscal. Isso ocorre porque o processo passa a ser automatizado.

E então, gostou de nosso artigo? Agora que já sabe melhor sobre escrituração fiscal, não deixe de entrar em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *