Conecta Questor: Lilian Secco

Já pensou em trabalhar por mais de 13 anos em uma só empresa? Permanecer nas organizações por diversos anos é o objetivo profissional de muitas pessoas.

A Lilian Secco, Encarregada de Inovação, está junto com a gente há mais de uma década, e compartilha conosco, a sua paixão pelo trabalho.

1 – O que é a Questor pra você, o que ela significa na sua vida?

A Questor sou eu, não existe uma Lilian pessoal separada da profissional, somos uma unidade, a Questor faz parte de mim. A Questor me dá estrutura, me dá força, é uma escola que me motiva a aprender e a me reinventar a cada dia.

Ver o nível de excelência dos profissionais e operações que temos aqui só aumenta a minha vontade de crescer mais e mais.

2 – Qual setor você atua e quais as responsabilidades do departamento?

Atuo no setor de Inovações e Experiência de Usuário. Hoje trabalhamos na implantação de um conceito chamado Design System, em que criamos um padrão de visual e experiência únicos para os nossos produtos web. Também atuamos na criação de novos produtos, novas funcionalidades ou ainda, no redesenho de funcionalidades já existentes.

O objetivo da área não é simplesmente desenhar soluções, mas sim, entender junto do cliente qual é a solução adequada para o cenário que ele vive. Então temos tido a oportunidade de estar cada vez mais perto dos clientes, batendo papo para ouvir as necessidades e validar as ideias que rolam aqui pela empresa. Tem sido um trabalho de equipe muito massa, com os clientes e com os revendedores da nossa rede.

3 – O que tem de mais motivador no seu departamento?

É a tal da “virada de chave”, é o tal do “caiu a ficha”, é o momento eureca, de quando o insight chega e a solução vem. Sempre depois de muita pesquisa, a partir de todos os dados, surge como magia, não apenas uma solução, mas a mais adequada. 

E um segundo ponto muito importante, que me enche de alegria, é o contato com os clientes. Sempre muito abertos e dispostos a participar de entrevistas conosco, com feedbacks muito ricos e que agregam demais no nosso trabalho. 

4 – Se você pudesse definir o seu setor em uma palavra, qual seria?

Reinvenção.

5 – Me conta sobre a sua trajetória aqui na Questor.

Comecei na Questor em 2008, através de um estágio da minha graduação. Estagiei no setor de programação, em que atuei por 10 anos, e em diferentes produtos e funções. Sou muito grata pela forma que fui ensinada dentro dessa equipe. No setor de programação, nunca recebi respostas. No lugar, recebi as perguntas necessárias para que eu mesma fosse atrás das respostas. Sempre fui instigada a entender o porquê das alterações, das necessidades dos clientes e a razão para ir na causa raiz das tarefas. Com a transformação ágil da Questor, passei a atuar como Product Owner na criação e lançamento do Robô Quiu, e recentemente, migrei novamente de carreira dentro da corporação. Estou tendo a oportunidade de atuar em uma área nova, na Experiência do Usuário. Esse setor é a minha grande paixão. 

6 – O que você aprendeu trabalhando na Questor? (lições, processos, atividades).

Tecnicamente falando, aprendi tudo, como os colegas já mencionaram, aqui é uma escola, com estudos de casos bem desafiantes e bem legais.

Há anos somos treinados e capacitados sobre gestão de pessoas, coach e sobre as ferramentas necessárias para o desenvolvimento e a valorização dos times. Isso nos faz olhar para dentro, buscar melhorar primeiro nós mesmos, para que o nosso interior reflita nos nossos exemplos e atitudes com as equipes. Aqui, temos grandes oportunidades diárias de crescimento pessoal e emocional, para que possamos buscar a nossa melhor versão sempre.

7 – Me conte sobre um momento que você teve na Questor e que nunca vai esquecer, mudou ou marcou sua vida?

Uau! Foram tantos! 

Sinto que cresci junto com a Questor. Ao longo de todos esses anos, vi uma empresa que tinha 30 colaboradores, virar uma que conta com mais de 250 funcionários.

Cada ampliação de prédio e espaços.

Em todos os momentos pessoais marcantes da minha história, a turma da Questor estava lá vivendo comigo. A minha tão esperada formatura da graduação, o primeiro namorado e o primeiro término. É engraçado, mas sim, a turma da firma estava lá pra dar os seus conselhos. Além das primeiras conquistas de bens materiais, sempre tive meus colegas para comemorarmos juntos. A primeira promoção de cargo, lembro até hoje da felicidade e orgulho com que os diretores me comunicaram e me parabenizaram. São sonhos e comemorações que fazem toda a diferença.